Fórum Comunitário debate a situação dos animais em Araxá

por arx publicado 18/05/2017 12h55, última modificação 18/05/2017 12h55
Evento foi solicitado pela Vereadora Fernanda Castelha

Por solicitação da Vereadora Fernanda Castelha (PSL) foi realizado nesta quarta- feira (17/05), no Plenário da Câmara Municipal, Fórum Comunitário com o objetivo de orientar a população sobre a situação dos animais abandonados em Araxá, esclarecer o funcionamento do Canil Municipal e como fazer denúncias em casos de maus tratos.

O evento contou com a participação de representantes do Executivo Municipal, Vigilância Sanitária, Polícia Ambiental, Corpo de Bombeiros, protetores de animais, imprensa e população. O Vice- Presidente da Mesa Diretora, Vereador Bosco Júnior (Avante), conduziu os trabalhos e destacou as ações realizadas pela Vereadora Fernanda em prol da causa animal.

A Vereadora solicitante do Fórum abriu os trabalhos alertando sobre as dificuldades enfrentadas pelos protetores de animais que estão com seus lares lotados e sem condições financeiras para mantê-los. A Parlamentar falou sobre a obra de construção do Canil Municipal levantando algumas adequações que poderiam ser feitas para que o projeto atenda com mais eficiência seus objetivos.

Flávia Rios, coordenadora da Vigilância Sanitária, apontou que 771 cães foram castrados em Araxá entre 2016 e 2017, através de serviço terceirizado que terá resultados obtidos a longo prazo. Ela destacou: “O número de animais a serem castrados é determinado por dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) que estabelece que 20% da população de animais precisa ser castrada para manter o controle populacional.”

Vicente Martins, Engenheiro da Secretaria de Obras responsável pela construção do Canil, esclareceu dúvidas sobre o projeto: “O canil vai abrigar 700 animais entre gatos e cachorros, e será equipado com espaço para pequenas cirurgias. A obra está atrasada em função de algumas adequações que precisaram ser realizadas mas a previsão é que fique pronta nos próximos 90 dias.”

A Polícia Ambiental e o Corpo de Bombeiros também participaram esclarecendo seus papéis em relação aos animais. O Sargento Ricardo apontou que a Polícia Ambiental é quem recebe denúncias de maus tratos e o Sargento Henrique lembrou que o Corpo de Bombeiros atua coletando cães perigosos. Ambos apontaram que o maior problema que eles enfrentam é não ter para onde encaminhar os animais.

A Procuradora Jurídica do Município, Cidinha Rios, lembrou que quando começou a elaboração do projeto para construção do Canil, ocorreram várias reuniões para que protetores de animais e Vereadores pudessem discutir o projeto. Ela lembrou que a obra está sendo feita obedecendo as regras das legislações pertinentes.

Diversos protetores de animais estiveram presentes e alertaram sobre a importância de campanhas educativas para conscientizar a população contra o abandono e maus tratos e sobre as dificuldades enfrentadas pelos lares. Por fim, a Vereadora Fernanda encerrou o encontro concluindo que os protetores não conseguem agir sozinhos, necessitando de uma atuação em conjunto com a população, Poder Público e Polícia Ambiental.

ASCOM Câmara Municipal de Araxá

 

imagem_01.jpg   imagem_02.jpg   imagem_03.jpg

imagem_04.jpg

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.